Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

9 anos

Chorei tanto, quando nasceste, meu querido Martim.
Naquele intervalo que levaste a chorar, anunciando-te ao mundo, fiquei como que em suspenso. A vida parou uns segundos. E depois, quando te ouvi, chorei de uma alegria desmedida - afinal era mesmo verdade que o amor pelos filhos se multiplica e é possível amar tanto o segundo como o primeiro (e por aí fora). Até àquele momento eu não o sabia. Nasceste e começaste logo a ensinar-me lições importantes, já viste? E isso comoveu-me. Comove-me até hoje, essa lembrança, essa lição.
Parabéns pelos teus 9 anos, querido Martim.



Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.