Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

A tragédia humanitária que se vive na Grécia e nós todos a assobiar para o ar

Não sei se é da nova febre do momento, o Coronavírus, não sei se é porque de tanto ouvirmos falar nos sírios (e afegãos e etc) na sua fuga para onde tenham paz parece já nos ser indiferente, não sei se é porque é longe e longe da vista, longe do coração. Não sei porque é mas sei que tenho visto pouca relevância dada à emergência humanitária que se vive no campo de refugiados de Moria, na ilha de Lesbos, na Grécia. 

No campo de Moria, com capacidade para albergar 3 100 requerentes de asilo, vivem neste momento mais de 20 000 pessoas. Destas, mais de metade são famílias e há 1 049 menores desacompanhados.

As condições e recursos de um campo construído para 3 100 pessoas são descritas pelas organizações não governamentais presentes no terreno e pelos próprios residentes como insuficientes e inexistentes: falta de água quente e limpa; falhas de eletricidade; más condições sanitárias e escassos cuidados de saúde. Entre os testemunhos dos voluntários portugueses, destacamos:

— Há uma casa de banho para cada 300 pessoas.
— Os residentes esperam 3 horas por cada refeição.
— Nos últimos 2 meses morreram 5 pessoas (1 criança de 19 meses por desidratação, 2 mulheres num incêndio dentro dos contentores onde viviam, 1 bebé atropelado enquanto brincava e 1 menor desacompanhado esfaqueado).
— 20 crianças automutilaram-se e 2 tentaram o suicídio.

Um grupo de 238 voluntários portugueses escreveram uma carta dirigida às autoridades portuguesas a relembrar (porque parece que está tudo meio a assobiar para o ar) a situação de emergência que se vive ali, e com um apelo a medidas políticas concretas.

Sendo este um movimento que pertence à sociedade civil, TODOS podem associar-se, subscrever e enviar a carta aqui:

http://www.eapenasumpoucotarde.eu/

Para o fazerem só têm de:

1 - clicar no site

2- clicar onde diz "Como participar?"

3 - Copiar os destinatários e copiá-los para o sítio onde colocam os destinatários, no vosso email

4- Copiar a carta e colá-la no vosso corpo de email

5 - Enviar

moria.jpeg

 

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.