Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Das coincidências (ou se calhar não)

Ligar para um organismo e ficar a pensar que, se calhar, vai ser uma confusão arranjar autorizações e o diabo a sete. Ficar com o telefone a tocar, junto ao ouvido, a suspirar e a imaginar a melhor forma de começar a explicar a ideia. De repente, uma voz do outro lado. Peço para falar com uma pessoa. A voz responde que ela não está, mas que talvez possa ajudar. E diz o seu próprio nome. Sorrio. Nem quero acreditar. É uma colega de escola. Que feliz coincidência. Ou então é mesmo o destino a dar uma ajuda. Às vezes gosto de acreditar nisso.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.