Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Desafio das 52 semanas

Encontrei no facebook uma ideia mesmo boa. Entretanto, pus-me a pesquisar e é uma ideia que já tem barbas e já foi publicada em tudo o que é internet, em todas as línguas, e por isso muitos de vocês já devem conhecer. Então, a ideia consiste em poupar 1€ na primeira semana do ano, 2€ na segunda semana, 3€ na terceira semana e assim sucessivamente, até chegar à 52ª segunda semana do ano, em que se poupa 52 euros. Quanto é que isto dá no total? 1378€. Se um casal conseguir fazer duas poupanças em separado, chega ao final do ano com 2756€. Nada mau, hein? Também há quem faça a poupança ao contrário, ou seja, começando por poupar os 52€ da semana 52, depois os 51€ da semana 51, e por aí adiante, para se sentir que se vai reduzindo a quantidade que se põe de parte e ir "doendo" menos, em vez de mais. 

Estamos mesmo inclinados a aceitar o desafio das 52 semanas. Mais um para 2016!!! 

(há que aproveitar o ímpeto e as boas energias do começo de ano... )

1555316_643783582352117_1856807988_n.png

 

4 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Filipa 05.01.2016 15:01

    Não é preciso ganhar muitoooo bem, basta ganhar medianamente e saber gerir bem esse dinheiro e fazer boas escolhas :) eu tenho de gastos fixos por mês (coisas que não consigo mesmo contornar e gastar menos) cerca de 500€ (casada, sem filhos). Felizmente que ganho mais do que isso e consigo poupar todos os meses. Faço cerca de 5 viagens ao estrangeiro por ano e, ainda assim, poupo cerca de 7.000€/ano (e o meu marido a mesma coisa). Poupo em imensas coisas do dia-a-dia e não sou nada consumista, apenas me "estrago" em viagens (e mesmo aí, pesquiso bastante e faço escolhas económicas). Tenho imensos colegas e amigos que ganham o mesmo, ou mais, que eu, estão na mesma situação pessoal (sem filhos ou outros encargos) e é "chapa ganha, chapa gasta", ou poupam muito pouco. Claro que ganhar "bem" ajuda (e eu nem acho que ganhe assim tanto, mas pronto, ganho um pouco mais do dobro do salário mínimo), mas a gestão que se faz do que se ganha é o essencial.
  • Sem imagem de perfil

    Ana 07.01.2016 12:02

    Compreendo o que diz mas ganhar o dobro do salário mínimo não é ganhar medianamente. Isso é ganhar 700/800€. Acima dos mil já será ganhar bem.
    Sou solteira, sem filhos. Gasto todo, to-do, o meu salário (mediano). Tenho colegas com filhos que não acreditam que não caso porque não tenho dinheiro. Afinal, se eles poupam eu, sem supostos encargos, deveria poupar muito mais. Não é verdade. Eu trabalho para mim e para os meus pais. Eu pago-lhes dois processos de dívidas fiscais.

    "Tenho imensos colegas e amigos que ganham o mesmo, ou mais, que eu, estão na mesma situação pessoal (sem filhos ou outros encargos) e é "chapa ganha, chapa gasta", ou poupam muito pouco." Nem tudo o que parece é.
  • Sem imagem de perfil

    Filipa 11.01.2016 14:14

    Ana, para Portugal, em que temos uma população geralmente pobre, se calhar ganhar acima de mil euros é "ganhar bem", mas eu recuso-me a nivelar por baixo e a considerar que isso é "ganhar bem", quando, no sítio onde eu trabalho e em sítios onde já trabalhei, quem manda em mim ganha cerca de 5mil euros/mês e a Adminstração leva 15mil/mês para casa. E quem diz este caso, diz "N" casos destes que assim acontecem em Portugal. Isso sim, é "ganhar bem". Não é uma pessoa qualificada que nunca esteve parada e sempre fez de todo para enriquecer o seu CV e ser boa naquilo que faz, ganhar 1.400€ limpos por mês (meu caso). E que, para que lhe sobre no final do mês o que sobra e possa fazer o que mais gosta (viajar), tem de fazer uma excelente gestão do dinheiro (não tenho carro, não tenho empregada doméstica, levo marmita para o trabalho, etc).

    Em relação aos meus colegas, baseio-me no que dizem, porque não referem ter outros gastos extra. Aquilo que referem gastar, são as coisas em que eu poupo. Daí ter dito que não têm "outros encargos". Porque referem gastar em XYZ e depois espantam-se que o dinheiro não sobre e que eu é que sou a "sortuda" porque viajo bastante.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.