Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Flores


Não é dia de nada. Mas apeteceu-me.
Sempre mandámos ramos de flores um ao outro, sem ser preciso ser dia de qualquer coisa.
Gosto de te enviar flores para o emprego, para ficares com aquela cara embaraçada, sem saber o que dizer quando os colegas comentam.
Gosto de ti, já sabes.
E gosto de rosas. Vermelhas. Cheias de vida e de paixão e de boas energias. Como nós dois.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.