Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Gil

Passei a manhã com a Margarida Pinto Correia. É um consolo constatar que há pessoas que não mudam com o passar dos anos. Conheci-a em 1996 e está absolutamente na mesma no que toca à simpatia e à simplicidade e à ausência daqueles tiques vedetóides que afectam, demasiadas vezes, quem está sob o foco, seja ele qual for. A Margarida continua acessível, amorosa e super dinâmica. A Fundação do Gil não vive numa ilha paradisíaca e está, por isso, a sofrer as consequências desta crise que nos afecta a todos. Visitem o site e vejam o belo trabalho que ali se faz. E, se forem mesmo queridos, façam um Like na página do Facebook, aqui: http://www.facebook.com/#!/fundacaodogil. E se forem ainda mais amigos (e puderem) contribuam. É uma boa causa e não tenho dúvidas de que é séria. E precisa.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.