Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Incêndio Chiado: 25 anos

Eu tinha 15 anos e aquilo atingiu-me como uma seta. Desde criança que dizia querer ser jornalista mas foi naquele dia que senti um impulso estranho, que me veio mesmo de dentro, uma vontade indómita de ir para o local, fazer perguntas, saber como foi e porque foi, sobretudo porque estar em casa à espera de saber notícias não parecia chegar-me. Nesse dia, e apesar de ser uma adolescente bem parvinha, doeu-me cá dentro sentir que era também eu que perdia uma parte da cidade, era a minha Lisboa que ardia, eram os lugares que conhecia bem que estavam a ser consumidos pelas chamas, eram os passeios com a minha avó pelo Chiado que as labaredas também queimavam.
Foi há 25 anos, aquele inferno. A primeira página do jornal Independente, que ainda guardo, comoveu-me até às lágrimas.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.