Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Lá se foi a minha esperança na imortalidade

Sempre disse que só acreditava mesmo que não existia imortalidade se Manoel de Oliveira morresse.
Tinha esperança que se descobrisse naquele homem o segredo para a vida eterna e lúcida e produtiva.

Pronto.
Agora já sei que morremos mesmo todos.
Damn it.

Agora mais a sério: leiam a entrevista que a minha Anabela lhe fez AQUI.


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.