Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Não maltratem um bom piropeiro

Ontem ia a atravessar a rua e, do carro que parou para me deixar passar, voou até mim um piropo. Não foi ordinário, não foi porco, foi tão-só um piropo, daqueles que muitas de nós, mulheres, ouvimos de quando em vez. E, por ter sido um piropo educado, soube-me que nem ginjas (que isto da proximidade dos 40 traz certos abalos à auto-estima de uma criatura). E foi então que dei por mim a pensar como seria triste se a ideia da criminalização do piropo, proposta pelo BE, fosse aprovada, e aquelas duas alminhas, tão elogiosas, fossem bater com os costados à esquadra mais próxima.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.