Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

Presentes

Recebi presentes maravilhosos. Presentes que têm mesmo a ver comigo, que mostram que as minhas pessoas me conhecem e sabem do que gosto. E isso aconchega, pois claro. Apetecia-me mostrá-los a todos, e agradecer aqui a cada um dos meus queridos amigos, mas depois isto parecia um catálogo e se calhar não era boa ideia. Na verdade, ter as pessoas importantes comigo foi o maior dos presentes. Parece cliché mas é mesmo sentido. O que me interessava um monte de presentes e ninguém para celebrar comigo?
Nisto dos presentes, porém, vou só dizer que o meu homem se esmerou como nunca (e já vai sendo difícil superar-se) e que, em breve, vamos à Índia (um dos meus destinos de sonho): Dehli, Agra, Jaipur. O descritivo da viagem vinha dentro de uma mala Samsonite, que eu achei que era O presente. Quando a abri... surpresaaaaaaa!
E, como se não bastasse, ainda me ofereceu uma escultura da maravilhosa Sandra Guinle, uma escultora brasileira que amo de paixão há muitos anos.
É o maior.
Não tenho mais palavras.
Amo-te, ó miúdo!

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.