Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cocó na fralda

Cocó na Fralda

Peripécias, pilhérias e parvoíces de meia dúzia de alminhas (e um cão).

ZZZZZZzzzz

Eu bem disse que a viagem à Índia cansava. Cansou e bem. Acordo dorida, é como se o corpo estivesse sovado de tanta novidade, de tanto espanto e, a bem dizer, de tão poucas horas que dormi. Ontem, depois de levar os rapazes à aula de guitarra, olhei para trás e vi que a Madalena dormia profundamente na sua cadeira. Uma ideia começou a ganhar forma e eu fui a sorrir no caminho até casa. Cheguei, deitei-a na minha cama, vesti o pijama e deitei-me também. Ainda não eram oito da noite.
O pai foi buscá-los e, quando chegaram, deram connosco ferradas. Acordei hoje. Não jantei, não ajudei nos jantares, não dei beijinho de boa noite. Apaguei, simplesmente. E que bom que foi. E o prazer de regressar à minha caminha, ao meu colchão novo? Hummmm.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.